Homens presos com menina morta em motel de Novo Hamburgo são soltos pela Justiça

Juíza que concedeu a soltura entendeu que a polícia não apresentou indícios de estupro e levou em consideração o chamado de socorro feito pelos suspeitos.

Câmera de segurança flagram momento em que carro chega ao motel em Novo Hamburgo Os dois homens presos por suspeita de estupro de vulnerável a uma adolescente de 15 anos em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foram soltos na tarde desta sexta-feira (14) pela Justiça.

Ela foi encontrada morta na madrugada de quinta (13).

Eles foram autuados por estupro de vulnerável, já que, segundo a polícia, houve ato sexual enquanto a jovem estava embriagada e sem consciência dos atos.

A juíza Andréa Hoch Cenne, que determinou a soltura, entendeu que a polícia não apresentou indícios de que a jovem teria sido estuprada.

Além disso, ela levou em consideração que os suspeitos chamaram socorro quando a adolescente passou mal e que eles não possuem antecedentes criminais.

A delegada responsável pelo caso, Ariadne Langanke disse que não pedirá uma nova prisão.

"Agora vamos concluir o inquérito e enviar ao poder judiciário", diz.

A juíza determinou que os homens mantenham endereço atualizado e compareçam a todos os atos a que forem intimados.

Os dois homens, de 29 e 25 anos, foram presos na madrugada de quinta-feira (13) após a morte da jovem, em um motel de Novo Hamburgo.

Segundo relato dos dois para a polícia, a adolescente marcou o encontro com eles e teria passado mal após consumir uma alta dose de cocaína.

Imagens das câmeras de segurança do motel mostram o carro entrando no local e depois a jovem saindo do veículo.

Para entrar, ela e um dos suspeitos ficaram escondidos no banco de trás, segundo o delegado Rogério Baggio, que registrou a ocorrência.

Motel fica próximo à RS-239 em Novo Hamburgo Polícia Civil / Divulgação
Categoria:Rio Grande do Sul