Governo do RN autoriza reabertura e funcionamento de igrejas, templos e espaços religiosos

Medida foi publicada em Diário Oficial do Estado neste sábado (23).

Igrejas foram fechadas para conter avanço da Covid-19 Douglas Lemos/Inter TV Cabugi O Governo do Rio Grande do Norte autorizou a reabertura e funcionamento de igrejas, templos, espaços religiosos e estabelecimentos similares por meio de uma Portaria publicada neste sábado (23), no Diário Oficial do Estado.

As atividades coletivas nos centros religiosos estavam suspensas desde 20 de março para evitar a propagação do novo coronavírus. No documento assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT) foram estabelecidas uma série de recomendações sanitárias para as atividades religiosas e orações individuais.

De acordo com o texto, as pessoas nos estabelecimentos deverão respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 metro. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Memorial das vítimas: conheça a história de potiguares que morreram com a doença A portaria recomenda organização de filas, dentro e fora, das igrejas com a distância mínima prevista, além de frequência simultânea de até 20 pessoas.

A manutenção da higienização regular dos ambientes e dos equipamentos de contato para evitar o contágio por Covid-19 também foi estabelecida como condição para a reabertura. Confira outras recomendações: Disponibilização alternada de assentos entre as fileiras de bancos, devendo estar bloqueados de forma física aqueles que não puderem ser ocupados; Disponibilização ininterrupta e suficiente de álcool gel 70% em locais fixos de fácil visualização e acesso, devendo os frequentadores higienizar as mãos na entrada e na saída do estabelecimento; Utilização de máscaras de proteção, industriais ou caseiras, pelos frequentadores e funcionários durante todo o tempo em que permanecerem no estabelecimento; Vedação de distribuição de qualquer material impresso aos frequentadores; Utilização de embalagens individuais para a partilha de objetos litúrgicos; Utilização, sempre que possível, de sistema natural de circulação de ar, abstendo-se da utilização de aparelhos de ar condicionado e ventiladores. A publicação em Diário Oficial também condiciona o funcionamento dos centros religiosos a "priorização do afastamento" de pessoas colaboradoras da igreja, que pertençam ao grupo de risco da nova doença, como idosos, hipertensos e diabéticos.

As igrejas, templos e espaços também ficam autorizadas a transmitir missas e cultos pela internet, desde que sigam as recomendações sanitárias. A liberação das atividades nos espaços religiosos acontece três dias após a renovação do decreto estadual, que estabelece medidas restritivas de isolamento social para conter a pandemia do novo coronavírus no RN.

O Rio Grande do Norte tem 4.251 casos confirmados de Covid-19 e 181 mortes causadas pela doença. Initial plugin text
Categoria:Rio Grande do Norte